Guia prático de convivência em condomínios

19.05.2014

Embora a maior parte dos condomínios não tire proveito dos guias de boa convivência (alguns nem disponibilizam este tipo de documento), elaboramos um resumido Guia Prático de Convivência em Condomínios, que pode auxiliar moradores, funcionários e síndico cm base em simples regras de etiqueta, nas quais respeito e bom senso devem sempre prevalecer!

Como viver em harmonia nos condomínios

Sabemos que conviver em harmonia com um grande de número de pessoas que sempre se encontram num mesmo espaço é realmente uma arte para poucos. Condomínios residenciais com muitos moradores, normalmente, enfrentam brigas entre vizinhos e confusões que envolvem moradores, síndico e até funcionários. Em edifícios e condomínios-clube que contam com áreas de lazer comuns a todos é essencial estabelecer algumas normas de uso dos espaços, respeitando horários e leis, inclusive a famosa Lei do Silêncio, em que não se pode fazer barulho após as 22 horas.

Guia prático de convivência em condomínios

Síndico Profissional
Em muitos condomínios, a presença de um síndico profissional é algo importante e vantajoso, visto que este profissional é capaz de elaborar diagnósticos precisos a cerca dos problemas existentes nos edifícios. Por ser contratado, este profissional é mais imparcial e consegue enxergar sob outro ponto de visto aquilo que os próprios moradores não conseguem e, por este motivo, os problemas e brigas tornam-se sempre maiores e mais graves.

Como se comportar em casa

Evite andar de salto em casa, a menos que o piso seja acarpetado. Evite o uso de eletrodomésticos e furadeiras fora do horário permitido (entre 8 da manhã e 10 horas da noite). Arrastar móveis também é algo indelicado e incômodo para que está no andar de baixo. Por isso, o uso de protetores nos pés de cadeiras e mesas, por exemplo, pode ser uma solução para amenizar o barulho. Se fizer festa em casa, respeite o horário do silêncio e peça para a visita não falar muito alto.

Regras de convivência em casa

Como se comportar no elevador

Evite circular sem camisa, em trajes de banho ou de pijamas. Além de deselegante, isto pode causar desconforto entre os vizinhos.Lembre-se que a maioria dos prédios atualmente contam com câmeras de segurança. Portanto, bons modos são sempre bem-vindos. Fumar no elevador, nem pensar! Também não peça ao porteiro para sair do seu posto de trabalho e retirar carrinhos de compras e outros objetos do elevador. Além de colocar o condomínio em risco de segurança, é deselegante transformar o funcionário do prédio em funcionário particular. Cães e gatos devem sempre circular por áreas comuns, inclusive o elevador, utilizando coleira, focinheira e no colo do dono. Se o seu cão é um animal de porte grande, aguarde o elevador ficar vazio para descer com o seu pet.

regra de uso do elevador

Como se comportar nas áreas comuns (áreas de lazer)

Evite o consumo de alimentos e bebidas na piscina, além disso, nunca faça da piscina um banheiro. Cada espaço tem um limite de pessoas para garantir a segurança e o sucesso da festa. Pergunte ao síndico ou zelador quantos convidados a festa pode ter antes de sair convidando os amigos. Faça uma lista de convidados e deixa na portaria do prédio, assim fica mais fácil controlar a entrada e saída de pessoas estranhas ao edifício. Ao término da festa, deixe o local limpo. Desse modo, a área de lazer estará sempre bem cuidada para todos a utilizarem sem maiores problemas.
regras para uso da piscina

Comentários:

  1. Olá, parabéns por compartilhar este conteúdo. No meu prédio existem algumas regras parecidas com essas dicas que vocês deram. Só que a parte dos animais é muito mais restrita. Quem quiser sair ou passear com os cães, devem sair pelo portão dos fundos do prédio. Infelizmente existem pessoas que não gostam muito de animais. Parabéns pelo conteúdo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba novidades por e-mail
Receba novidades por email